Áreas de atuação

Estruturas Espaciais


As estruturas de malhas espaciais são estruturas mais utilizadas em arquiteturas que necessitam de vãos maiores entre apoios, como pavilhões, hangares e galpões, as primeiras estruturas em malhas espaciais com aplicação comercial surgiram por volta dos anos 30.
No Brasil, a primeira treliça espacial importante surgiu no ano de 1970, a cobertura do Pavilhão de Feiras e Exposições do Anhembi, projetada com barras tubulares em alumínio.
Com o aparecimento de sistemas computacionais e softwares de cálculo estrutural mais accessíveis, facilitou sobremaneira o projeto, a partir de 1977, as malhas espaciais ficaram mais populares e caíram no gosto dos arquitetos e investidores.
Geometria construtiva
As malhas espaciais, tem como elemento construtivo básico a pirâmide ou o tetraedro. Estes colocados lado a lado, continuamente unidos pelos vértices, formam um sistema singularmente rígido e belo. As malhas geradas a partir do módulo piramidal podem ter bases retangulares ou quadradas; as tetraédricas podem ser de base triangular eqüilátera ou isósceles.